Lemyr Martins Website


Ir para o conteúdo

Menu principal:


Catarinense de Mafra, SC, jornalista cinqüentenário na profissão, com passagens pela Ultima Hora, Zero Hora, Jornal do Brasil, Estadão, Jornal da Tarde, Edição de Esportes, Placar (um dos fundadores e editor de fotos, editor de automobilismo e editor executivo), Grid, Ação e Quatro Rodas.

Coberturas em seis Copas do Mundo, 14 finais das Copas Européias de futebol (Clubes Campeões, UEFA e Recopas), 304 GPs de Fórmula 1, desde o GP de Mônaco de 1970. Testemunha das carreiras de Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet, Ayrton Senna, Rubinho Barrichello, desde o kart até as vitórias e os títulos na Fórmula 1.

O único repórter brasileiro a cobrir o Milésimo Jogo de Pelé, em Paramaribo, Suriname, em 28 janeiro de 1971 e todas as despedidas: do Rei da Seleção, no Maracanã, contra a Iugoslávia, em julho de 1971, do Santos na Vila Belmiro, em outubro de 1974, contra a Ponte Preta, e o adeus ao futebol, no Cosmos, no Giant Stadium, em novembro de 1977, em New Jersey, EUA.

Seis livros publicados: Arquivos da Fórmula 1, Uma estrela chamada Senna, O pequeno grande Senna, infantil, A Saga dos Fittipaldi, Fitti-1,o Fórmula 1 brasileiro, Loucuras, histórias, lendas e mistérios da F-1 e, no prelo, 50 anos de Fotojornalismo.

Prêmios: Associação Riograndense de Imprensa, ARI, 1966 e 1967, Foca de Ouro Brasileiro (SP) 1969, Prêmio Esso Equipe Jornal da Tarde, Prêmio Abril (fotos) e cinco Prêmios Abril (texto). Prêmio da Associação Brasileiras dos Transportadores de Carga – sobre os uso do “rebite”, anfetamina e estimulantes, pelos caminhoneiros. Prêmio Internacional de fotos:sequências: “O vôo de Gugelmin”, no GP da França de 1989, e do acidente de Karl Wendlinger, no GP de Mônaco de 1994.

Biografia | Livros | Memórias | Blog | História de uma foto | Galeria de Fotos | Contatos | Mapa do site


Voltar para o conteúdo | Voltar para menu principal